Assim como dissemos no artigo anterior, vamos apresentar em uma sequência de artigos, os esportes aquáticos, com o intuito de inspirar nossos leitores a pratica de esportes, que pode começar dentro de nossa própria casa. E o esporte de hoje será o nado sincronizado.

Também bastante conhecido como ballet aquático, o nado sincronizado é um esporte que mistura natação, ginástica e dança, exigindo habilidades como força, resistência, flexibilidade, arte, graciosidade, sincronismo preciso e controle da respiração abaixo da água.

Sua origem é incerta, havendo relatos de seu surgimento no começo do século XX, em uma competição em Berlim, no ano de 1891. Mas existem relatos também de que a primeira apresentação foi feita pela australiana Annette Kellerman, que se apresentou em Nova Iorque, no New York Hippodrome dentro de um tanque de vidro, no ano de 1907.

Mas o nado sincronizado – até o momento conhecido como ballet aquático – só veio a ser praticado de maneira desportiva em 1923, com a apresentação de alunas da norte-americana Kataryna Cortes ao som da música “peixes antigos”.

A primeira competição da modalidade com o nome de nado sincronizado ocorreu em Chicago, na Feira Municipal de Chicago, no ano de 1933. A partir de então o esporte foi tomando forma e os atletas buscando aperfeiçoamento físico e em técnicas de nado. Sua primeira competição oficial foi disputada em 1940, e foi ganhando reconhecimento até que chegou aos Jogos Pan-Americanos do México em 1955 e aos Jogos Olímpicos de Los Angeles em 1984.

O nado sincronizado pode ser disputado nas modalidades solo, dueto ou conjunto (de quatro a oito atletas). Apesar de hoje ser um esporte quase que exclusivamente feminino, no seu início era praticado na maioria por homens. São disputadas em piscinas de 12×12 metros quadrados, com três metros de profundidade. E suas piscinas são equipadas com alto-falantes especiais, instalados dentro delas, permitindo que os atletas também possam ouvir a música abaixo da água.

As regras e arbitragem são divididas em categorias, níveis, idade e conforme o tempo de prática. As categorias são; Infantil A (até 14 anos), Infantil B (de 11 a 12 anos), Juvenil (de 13 a 15 anos), Júnior (de 16 a 18 anos) e Sênior (acima dos 18 anos). As apresentações são avaliadas com notas de 0 a 10 pontos, levando em consideração a criatividade, técnica e força, além de contabilizar os graus de dificuldades. E não é permitido que os atletas toquem o fundo da piscina ou descansem na borda, acarretando pontos negativos.

Além de organizar os eventos e campeonatos mundiais, a Federação Internacional de Natação Amadora (FINA) também é responsável por definir a seleção de figuras e coreografias a serem realizadas.

Inspire-se nos esportes aquáticos. Comece a praticar um esporte. Com uma piscina em casa, você pode treinar enquanto se diverte. Consulte os projetos da Piscinas Planalto em nosso site www.piscinasplanalto.com.br e entre em contato conosco pelo telefone (31) 34414314.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *