Mais um dos artigos de nossa série sobre os tratamentos para a água da piscina. Como havia dito em artigos anteriores, são muitas opções de tratamentos disponíveis hoje no mercado. Basta que conheça um pouco sobre cada um deles, para que você possa identificar qual deles é a melhor opção de tratamento para a sua piscina. E no artigo de hoje falaremos sobre o tratamento com o ionizador.

Conheça um pouco sobre este tipo de tratamento:

– Ionizador

Primeiramente, não confunda Ionizador com Ozonizador. É comum que muitas pessoas cometam este erro. Não seja uma delas, pois são duas coisas distintas e completamente diferentes.

A ionização é considerada uma das alternativas ecologicamente corretas para o tratamento de água, não só para piscinas, como foi o caso da NASA, que acolheu este método de tratamento da água nas viagens espaciais tripuladas a partir do Projeto APOLLO. É um tratamento comprovadamente eficiente e econômico no gasto de energia.

O ionizador utilizado para o tratamento de piscinas é um equipamento de pequeno porte instalado na tubulação da piscina. A água que passa pelo equipamento para ser tratada recebe uma quantidade de íons de cobre e prata. Estes íons matam algas, bactérias, vírus e muitos outros microrganismos presentes na água sem ser agressivo aos banhistas.

tratamento-ionizador-piscinas-planalto-bh2

O íon é uma espécie química eletricamente carregada, e os íons de cobre possuem a habilidade de penetrar na membrana exterior das células das algas, provocando a morte delas. Enquanto à prata, que tem a capacidade de interferir na reprodução do DNA de bactérias e vírus, acelerando a fase de morte destes microrganismos. Mas em contrapartida, é totalmente nocivo aos seres humanos.

Aprendemos desde cedo que todo metal em quantidade excessiva é danosa a seres humanos, mas no caso da ionização, o seu processo é seguro já que a concentração de cobre utilizado é extremamente baixa. No tratamento da água da piscina, a quantidade de cobre utilizada na ionização, equivale a menos da metade do que é encontrado na água potável que consumimos diariamente. Portanto não provoca nenhum risco à saúde dos banhistas, ao contrário, deixa a água da piscina muito mais saudável.

O tratamento mantém um residual ativo que protege a água de contaminações mesmo durante os períodos em que a recirculação da água está desligada. Os íons não são dissipados e continuam estáveis mesmo em piscinas aquecidas ou em dias de muito sol.

Este tipo de tratamento é considerado mais lento que o tratamento convencional com o uso do cloro em questão da eliminação dos microrganismos, mas também é mais seguro, não deixa cheiro e são ecologicamente corretos, pois não se dissipam no ar e asseguram um efeito residual. Sem contar que quando associado a pequenas doses de cloro, seu processo é acelerado na destruição dos microrganismos, quase tão rápido quanto o tratamento com cloro intensivo.

Sim, é obrigatório neste tipo de tratamento um nível mínimo de cloro, assim como em outras técnicas alternativas. Mas com a ionização, o nível de cloro é cinco vezes menor do que a quantidade de cloro no tratamento convencional e não causam irritações nos olhos, pele seca, desbotamento de roupas, cabelos ressecados, etc. E no caso de piscinas residenciais com uso esporádico, a necessidade de cloro será de no máximo uma vez a cada 15 dias.

tratamento-ionizador-piscinas-planalto-bh3

Conforme vários estudos realizados em todo o mundo, as evidências das vantagens da ionização são claras e cada vez em maior quantidade, pois a ionização é utilizada em vários países e no Brasil também vem ganhando espaço na competição com as outras técnicas de tratamento para piscinas, até mesmo por ser o tratamento alternativo com menor gasto de energia.

tratamento-ionizador-piscinas-planalto-bh1

Pode ser utilizado em qualquer tipo de piscinas. Fornece uma alternativa segura de limpeza da água da piscina. É o tratamento mais econômico entre as alternativas, pois ao longo dos meses, seu custo passa a compensar todo o gasto com produtos químicos.

É importante enfatizar que nossos artigos visam mostrar um pouco sobre cada técnica de tratamento para piscinas, mas que também existem regras e normas a serem seguidas na implantação de qualquer tipo de tratamento da água da sua piscina. Por este motivo é sempre aconselhável que entre em contato com uma empresa especializada para que não haja futuros problemas.

A Piscinas Planalto fica a inteiro dispor de seus clientes e leitores para quaisquer dúvidas sobre as diferentes técnicas de tratamento da água da piscina e vários outros assuntos sobre piscinas. Ajude nossa empresa a espalhar conhecimento comentando em nossos artigos.

Fale conosco nos números (31) 34414314 / (31) 998367478 WhatsApp / (31) 988118299 ou em nosso site www.piscinasplanalto.com.br.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *